E-books

Rejane Vecchia da Rocha e Silva
Rosangela Sarteschi
Vima Lia de Rossi Martin

Organizadoras
Universidade de São Paulo
PS: Obra publicada em 2020.

A recepção e o contato com esse acervo, formado por livros, revistas especializadas, dissertações e teses de seus orientandos, registros de leituras, anotações de aula, correspondências e documentos institucionais bastante variados, deu-nos a dimensão da inestimável contribuição da pesquisadora e professora no âmbito dos Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa, bem como de seu pioneirismo na pesquisa e no ensino das Literaturas Africanas de Língua Portuguesa no Brasil e no mundo. 
Desde 2012 trabalhamos na organização do material que pertenceu à Maria Aparecida Santilli e, ao longo desse percurso, idealizamos um volume no qual pudessem ser republicados textos que iluminassem sua trajetória intelectual, bem como alguns artigos acadêmicos e de jornal de sua autoria, que se encontram em livros esgotados ou dispersos em anais e revistas. Esses textos aparecem aqui, sempre que possível, com a indicação da fonte de onde foram retirados, o que permite situá-los no tempo e no espaço de sua publicação. 
Segundo entendemos, esta antologia fará com que reflexões importantes da autora possam circular com maior facilidade entre alunos e professores das Literaturas de Língua Portuguesa. O propósito é, assim, aumentar a visibilidade e o debate sobre a incontornável contribuição de Maria Aparecida Santilli para a consolidação do estudo das literaturas de língua portuguesa, com destaque para os autores da literatura portuguesa identificados com o neorrealismo e para o conjunto das literaturas africanas produzidas em Angola, Cabo Verde e Moçambique. Acreditamos que  seu papel seminal na constituição desse campo de investigação merece ser - uma  vez mais - destacado, ainda mais se tivermos em perspectiva a formação dos jovens estudantes.

O livro está dividido em três partes. A primeira, intitulada “Perfil”, traz quatro depoimentos que iluminam a trajetória pessoal e intelectual da pesquisadora e professora, escritos por quem conviveu de perto com ela. Esses textos, que entrelaçam memória pessoal e experiências coletivas, dão bem a medida da tenacidade e do comprometimento da Cida Santilli (como era chamada pelos colegas mais próximos) com o trabalho orientado pela e para a humanização das pessoas e das relações sociais.
A segunda parte, dedicada a textos que explicitam a singularidade e o alcance dos Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa, apresenta artigos que apontam para o caráter inovador e necessário desse campo de estudos, do qual Maria Aparecida Santilli foi pioneira e incansável defensora ao longo de toda a sua vida. 
Tendo em perspectiva a formação de uma rede de contatos – aproximações e distanciamentos tecidos através da circulação de repertórios literários que há séculos desafiam a imensidão atlântica – as suas reflexões ajudam a construir a percepção de um terreno cultural fértil e, frequentemente, solidário, marcado, de um lado, pela representação de experiências históricas traumáticas e, de outro, pelo desejo de superação das exclusões e desigualdades tão presentes em nossas sociedades.
Já na terceira seção destacam-se textos que focalizam especificamente as literaturas africanas produzidas nos países colonizados por Portugal. As tensões e contradições políticas, sociais e culturais atreladas à consolidação e à posterior derrocada do sistema colonial são abordadas a partir do exame minucioso dos textos literários. Nesse cenário, a noção de resistência emerge com força, conferindo aos escritores e aos atores sociais africanos literariamente representados - na ficção, na poesia e também no teatro - um protagonismo ímpar na construção da história nacional de seus países.
Por fim, a última parte concentra outros estudos realizados a partir da articulação entre diferentes literaturas escritas em português. Autores, textos e contextos são relacionados para que, desde uma perspectiva comparada, diferenças e similaridades gestadas no universo literário constituído em língua portuguesa sejam reveladas em sua originalidade e complexidade.
Para quem teve a alegria de acompanhar os cursos de graduação e pós-graduação da “Professora Santilli” e de ouvi-la dissertar com paixão sobre a literatura brasileira, a literatura portuguesa e especialmente as literaturas africanas, certamente a leitura desses textos, escritos em linguagem clara e envolvente, trará uma satisfação especial, pois sua fala, sempre entusiasmada, ecoa nas páginas que se seguem. 

Desejamos que o livro que ora apresentamos contribua para a preservação da memória de Maria Aparecida Santilli e inspire alunos e pesquisadores, especialmente os mais jovens, que poderão ver em sua produção fonte de estímulo ao trabalho intelectual criativo, rigoroso e socialmente comprometido.

Data da publicação: 2022


Clara Ávila Ornellas
Organizadora
Universidade de São Paulo
Júlio Cezar Bastoni da Silva
Organizador
Universidade Federal do Ceará

Pensar a literatura e sua convergência com o cenário urbano é, certa e talvez prioritariamente, um modo de conceber a experiência social excludente em suas diferentes reiterações históricas. Para além do reconhecimento de uma possível predominância do contexto das cidades nas obras ficcionais contemporâneas (certamente sinal de sua ascensão sobre o meio rural desde, ao menos nos países centrais, o século XIX), talvez seja necessário concebermos formas transnacionais de representação de seus dilemas. 
Os textos aqui coligidos foram originalmente preparados para comunicações e conferências apresentados no evento “Cidade, Literatura e Exclusão Social”, promovido, nos dias 20 21 de setembro de 2021, pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos Comparados em Literaturas de Língua Portuguesa, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (PPGECLLP/FFLCH/USP), com a colaboração do Centro de Estudos das Literaturas e Culturas de Língua Portuguesa (CELP/USP) e do Programa de Pós-Graduação em Letras: Literatura Comparada da Universidade Federal do Ceará (PPGLetras/UFC), e sob a organização das Professoras Doutoras Tania Celestino de Macêdo e Clara Ávila Ornellas.
Data da publicação: 2022


 

Marcia Arruda Franco
Organizadora
Universidade de São Paulo
Paulo César Ribeiro Filho
Organizador
Universidade de São Paulo

Neste ano em que se comemoram os 450 anos de Os Lusíadas, os organizadores acreditam importante trazer à luz outra face de Luís de Camões. A presente publicação decorre das VI Jornadas de Literatura Portuguesa para a história não oficial de Camões: Novas propostas de estudos camonianos (2018), e do Grupo de Pesquisa Reescrever o século XVI (CNPq/USP). Por história não oficial de Camões e do século XVI os organizadores entendem os lugares iconográficos e textuais pouco estudados, em virtude de ameaçarem não só a figura oficial do poeta incontornável da cultura portuguesa, mas também as navegações portuguesas como símbolo de sua identidade cultural e de seu papel civilizatório. O presente conjunto de estudos convida o leitor a espiar pelas frestas da história literária e, assim, considerar novas abordagens críticas para a vida e a obra de Luís de Camões. Tais abordagens são diversas e instigantes, reveladoras de indícios que, uma vez lidos em conjunto sob uma óptica dessacralizadora e não romântica, apresentam um panorama interpretativo inovador e questionador.
Data da publicação: 2022


Maria Zilda da Cunha
Organizadora
Universidade de São Paulo
André Luiz Ming Garcia
Organizador
Universidade de São Paulo

Imagens em migrações poéticas: miradas potenciais propõe um feixe de reflexões sobre a imagem, sem que se reserve qualquer pretensão em alcançar um patamar de concretude sobre seu conceito. Pois, como formula a autora Maria João Cantinho,” quanto mais nos aproximamos mais ela nos foge, como um animal selvagem e esquivo, indiferente ao nosso apelo. A sua bravia beleza fascina-nos. Mas são em vão os nossos esforços, restam-nos os traços, a enigmática presença que nos escapa”. Assim, neste momento singular de nossa história e a partir dessas considerações, foram convidados alguns pensadores, especialistas que lidam com o tema, no intuito de oferecer ao leitor uma multiplicidade de olhares, perspectivas e caminhos de reflexão que, em sua pulsante heterogeneidade, de algum modo convergem em ritmos interpretativos complementares que, no final, conformaram o presente volume, orgulhosamente coeso em sua indiscutível diversidade. A sequenciação dos textos ora apresentados segue uma lógica de enunciação que parte do mais geral rumo ao mais específico, tendo-se em conta as perspectivas analíticas eleitas pelos diversos autores.
Data da publicação: 2021   


Cristina Casagrande
(Organizadora)
Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Diego Klautau
(Organizador)
Colégio Catamarã e do Centro Universitário - FEI

Eduardo Boheme
(Organizador)
Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Maria Zilda da Cunha
(Organizador)
Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

O livro foi criado a partir de um curso sobre J. R. R. Tolkien na Universidade de São Paulo, pouco tempo depois do falecimento do filho e herdeiro do escritor, Christopher Tolkien. Decidiu-se que o tema do curso seria as obras póstumas editadas pelo herdeiro. Os organizadores consideram terem cumprido o propósito de contribuir para a consolidação da obra de Tolkien, autor de O senhor dos anéis e O hobbit, dentre outras obras consagradas. Espera-se que o leitor consiga perceber os artigos não apenas como uma valiosa contribuição acadêmica, mas também como um testemunho da amplitude intelectual de Tolkien, cuja obra congrega diversas disciplinas, mas, no entanto, revela novas e sinuosas trilhas que exigem dos estudiosos disposição e paciência inabaláveis. Nessa coletânea circunscrevem-se mitos e fortes signos da narrativa bíblica, apesar da assumida ficcionalidade, que evidenciam um caráter incomum da produção de Tolkien, dinamizada por singular poder imaginativo, trazendo-nos, segundo os organizadores, “travessos Elfos, com poderes mágicos e grande ligação com a potência da luz e das estrelas que reverenciam, estão a traçar caminhos que dimensionam, para a sua época, o destino de Tolkien, sua filosofia, sua estética e seu poder criador”.
Data da publicação: 2021


 

Aparecida de Fátima Bueno
Organizadora
Universidade de São Paulo
Giuliano Lellis Ito Santos
Mário César Lugarinho
Paulo Fernando da Motta Oliveira

Organizadores
Universidade de São Paulo

Apresentação
O livro que aqui se apresenta é a reunião de trabalhos de pesquisa de pós-graduandos do programa de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa. Ao propor como eixo o tema "Interseção/Intersecções"; buscou-se englobar os mais diversos campos de pesquisa do programa, dos quais podemos destacar: 
 Literatura, cultura e sociedade nos países de língua portuguesa; Literatura, gênero e diversidade sexual; Literatura, outras artes e saberes; Literaturas africanas de língua portuguesa; Literaturas asiáticas de língua portuguesa; Literaturas de língua portuguesa: reflexões sobre educação e ensino; Produção literária e cultural para crianças e jovens. A ideia principal desta reunião é fomentar o debate em um ambiente plural, reencenando os frutíferos diálogos ocorridos no Encontro da área, que ocorre desde de 2001 e conta com a colaboração dos docentes, discentes e funcionários do Centro de Estudos de Literaturas e Culturas de Língua Portuguesa (CELP), parceiro incansável de nossas realizações. Evento que ganha corpo e cada vez mais fortalece o debate sobre a produção da literatura e cultura de língua portuguesa. Portanto, é com felicidade que oferecemos o produto do trabalho de tantos pesquisadores engajados em fazer uma leitura atenta das literaturas de língua portuguesa em seus mais complexos contextos.
Leia também os outros e-books publicados pelo Grupo Eça, um grupo de estudos sobre Eça de Queirós. Acesse aqui

Data da publicação: 2021


Maria Zilda da Cunha
Organizadora
Universidade de São Paulo
Lígia Regina Máximo Cavalari Menna
Organizadora
Universidade Paulista

A obra é composta por 32 textos que reverberaram a força indômita da linguagem, da arte da ficção, da experiência do narrar que nos tece humanos no tempo, da energia poética que enlaça a potência da razão aos rumores insistentes dos arcanos de nossa alma lúdica. O livro reúne artigos de pesquisadoras e pesquisadores que, a partir de suas investigações acadêmicas e de campo, trazem-nos reflexões sobre as obras de uma miríade de artistas: escritores, ilustradores, cineastas, editores, designers, pintores, quadrinistas, gamers, que trabalham a partir de um caldeirão de referências culturais extremamente variadas e, por vezes, levam-nos também para os caminhos da necessária teorização a partir da multiplicidade da experiência dos que fruem as obras. O convite para adentrar frestas, tatear e seguir fios da memória e caminhar com palavras pelos arredores da ficção foi respondido com brilhantismo e ousadia nessa obra que será, com certeza, ponto de partida para o desenvolvimento de novos grupos de pesquisa e possibilidade de encontros científicos para investigadores e professores espalhados pelo mundo.
Data da publicação: 2021


 

Maria Zilda da Cunha
Organizadora
Universidade de São Paulo

Regina Célia Ruiz
Organizadora
Universidade de São Paulo

Clarice Lispector apresenta, em suas obras, as cruezas da vida, transcendendo silêncios e conduzindo-nos no longo percurso pela aventura de ser humano, aprendendo a construir e desconstruir caminhos, na busca infindável do autoconhecimento. Não por acaso, incitam-nos diferentes enigmas que se espraiam na obra clariceana, aguçando potentes indagações. O desejo de analisar a forma de escritura de Clarice, para as organizadoras deste livro, torna-se uma das motivações mais expressivas no âmbito de investigações em vários campos de estudo, visando construir um espaço de intercâmbio e reflexões entre pesquisadores brasileiros envolvidos em estudos sobre Clarice. Este livro conta com artigos que foram inspirados em um encontro organizado pelo “Grupo de Pesquisa Produções Literárias e Culturais para Crianças e Jovens” que teve por tema “Clarice Lispector e os mistérios da estrela”, no qual diversos estudiosos e especialistas, além de registrarem suas pesquisas sobre obras da autora, também discutem pontos de vista acerca das obras cinematográficas realizadas a partir dos textos da grande escritora brasileira.
Data da publicação: 2020

 

 


 

Cristina Casagrande
Organizadora
Universidade de São Paulo
Diego Genu Klautau
Organizador
Universidade de São Paulo
Maria Zilda da Cunha
Organizadora
Universidade de São Paulo

A subcriação de mundos – estudos sobre a literatura de J. R. R. Tolkien se propõe a apresentar ao nosso leitor, com os ensaios dispostos nesta edição, uma diversidade de perspectivas teóricas e de abordagens temáticas com as implicações suscitadas pela proposta de um curso de difusão ministrado na FFLCH-USP, em 2018. Uma publicação que ganha profundidade com o interesse e a participação de diversos entusiastas e pesquisadores que agregam reflexões importantes e contemporâneas acerca da vida e obra de John Ronald Reuel Tolkien. As ideias, aqui dispostas, alinham-se aos estudos das artes, da filosofia, ciência da religião, da literatura de recepção juvenil, dos estudos comparados de literatura, entre outros campos do saber. Trata-se, sem dúvida, de importante esforço investigativo e da promessa de continuidade de diálogos e reflexões.
Data da publicação: 2019


Aparecida de Fátima Bueno
Organizadora
Edson Salviano Nery
Mauricio Salles Vasconcelos
Paulo Fernando Motta Oliveira

Universidade de São Paulo
Organizadores

Neste e-book, em que se celebra o XVI Encontro de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa, realizado em 2016 no âmbito da FFLCH/Universidade de São Paulo, registrada fica a atuação da área (integrada ao Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas) em convergência com a força que o comparativismo literário vem tomando na contemporaneidade. Comparativismo hoje: As literaturas e culturas de língua portuguesa deixa à mostra um mapeamento renovador de tendências tanto estéticas quanto conceituais, interferente a um só tempo na esfera da textualidade e no plano das geopolíticas, uma vez que está envolvido pela dimensão diferencial em que se movem processos inventivos de língua/linguagem assim como as formas de viver e atuar em muitos contextos culturais, tomados aqui em sua variação mais viva, em plena ressonância criadora.
Data da publicação: 2018


Atualizado em 27.07.2022

Mauricio Salles Vasconcelos
Organizador
Rejane Vecchia da Rocha e Silva
Vima Lia de Rossi Martin

Organizadoras
A obra, que reúne o material teórico recente produzido pelos pós-graduandos da área de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa, com pesquisas em curso no ano de 2015, celebra os vinte anos de atividades de comparativismo dedicado ao universo de obras escritas em Português, no âmbito da FFLCH/Universidade de São Paulo. A edição é um panorama do que de mais significativo tem sido pesquisado e elaborado teoricamente em torno do trabalho literário existente no Brasil, em Angola, Cabo Verde, Moçambique, Timor-Leste e Portugal. Os textos não apenas revelam o registro de reflexões e investigações particulares a um campo específico, como também contribuem para pesquisa e teorização sobre literatura em diferentes áreas do conhecimento: história, política, filosofia, educação, antropologia e cultura, e os entrelaçamentos desses saberes com linguagens artísticas, principalmente o cinema e as artes visuais, confirmando "um teor eminentemente transdisciplinar de crítica e criação teórica".

Data da publicação: 2017

 


Maria Zilda da Cunha
Universidade de São Paulo
Lígia Menna
Universidade de São Paulo
Organizadoras

Este livro é a realização de um projeto do Grupo de Pesquisa (USP/ CNPQ) Produções Literárias e Culturais para crianças e jovens, vinculado ao Programa de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa (USP), reunindo textos de vinte e cinco estudiosos que elegeram a literatura brasileira e seus possíveis diálogos com outras literaturas e outras artes como objeto de investigação. Os organizadores consideram a obra um importante esforço investigativo com a proposta de reflexão sobre os múltiplos caminhos que apontam para os debates da ficção contemporânea, em especial, àqueles para quem o inexplicável ainda fascina.
Data da publicação: 2017


Em atualização


Em atualização

 


Em atualização